Existe pecado imperdoável para Deus?

Existe pecado imperdoável para Deus, segundo a Bíblia?
Reprodução: Google

Se você disser que existe pecado imperdoável pra Deus, então está atribuindo a Ele características humanas.

Tudo que é atribuição humana, sempre vai estar abaixo do que é atribuição divina e jamais deve ser comparado ou confundido. Uma das atribuições divinas é o Amor. I Jo 4:8: “Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.”

Pecado imperdoável é tudo aquilo que o homem não está disposto a concertar, permanece na dureza de coração e blasfêmia contra Deus, e morre assim. Logo, uma vez que teve a oportunidade de arrependimento e pedir perdão, não o fez, não teve como ser perdoado.

Em 1 Pedro 4:8 diz: “Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados.”

A própria palavra diz com esse versículo que uma vez que praticarmos o amor, o perdão é liberado. Imagina Deus, em toda sua perfeição e sabedoria, que nos criou para o louvor da Sua glória?

Ele não haverá de nos perdoar, uma vez que deixemos para trás uma vida de pecado? Claro que sim! Ele nos deu a capacidade de perdoar através do Espírito Santo.

Pecado contra o Espírito Santo

Mas, e a passagem de Mateus que menciona o pecado contra o Espírito Santo, dizendo o seguinte:

“Se alguém proferir alguma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á isso perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será isso perdoado, nem neste mundo nem no porvir”. (Mateus 12:32)

A blasfêmia contra o Espírito Santo é algo muito grave, pois além de ser uma afronta a Deus, é o Espírito Santo quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo.

Neste caso, um dos entendimentos é que uma vez que o homem o rejeita com atitudes e palavras de blasfêmia, está se auto-condenando, não recebendo o perdão de Deus. Como o Senhor poderá lhe perdoar, se você blasfema contra Ele?

Um exemplo é quando os fariseus contestam Jesus. Veja a passagem bíblica abaixo:

“Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios” (Mateus 12:23 e 24).

Os fariseus atribuíam a Satanás a obra realizada através de Cristo. Logo, com corações endurecidos, cegos pela soberba, cheios de inveja pela popularidade de Cristo, blasfemavam.

Uma vez que as pessoas rejeitam aquele que convence o homem do pecado, como poderá haver arrependimento?

Quando se profere palavras de blasfêmia ao Espírito de Deus, rejeitando-o, você está fechando às portas para a ÚNICA pessoa que pode levá-lo ao arrependimento, logo não haverá perdão e o inferno é certo. Por isso ele diz que não haverá perdão, nem neste mundo e nem no porvir.

1 João 1: 8-10 diz: “Se declaramos que não temos pecado algum enganamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.”

“Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar todos os pecados e nos purificar de qualquer injustiça. Se afirmarmos que não temos cometido pecado, nós o fazemos mentiroso, e sua Palavra não está em nós”, diz a Bíblia.

Deus perdoa qualquer pecado, basta se arrepender e abrir o coração para Ele.