Igrejas saudáveis são evangelizadoras e têm espírito missionário

Igrejas saudáveis são evangelizadoras e têm espírito missionário
Reprodução: Google

É possível saber quais são às características das igrejas saudáveis? Ou será que toda igreja é saudável? Até que ponto o evangelismo, ou o foco em missões é um sinal de que a congregação vai bem aos olhos de Deus?

Entendemos isso a partir da Grande Comissão ensinada por Jesus: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”, diz Marcos 16:15,16.

A principal missão da igreja é levar as Boas Novas de salvação para a humanidade. Antes que a igreja fosse formada, Cristo veio para mostrar seu real objetivo e como proceder em meio à missão.

A verdadeira identidade da igreja começou através dos apóstolos, dando continuidade à missão de Cristo, após a descida do Espírito Santo. Quando o Espírito foi dado, a visão de Reino e família foi intensificada ao ponto de todos dividirem o que tinham com o próximo, como um só corpo.

Através disso Deus ia acrescentando as almas a serem salvas, porque além do arrependimento, a chama do Espírito permanecia acesa em seus corações, como diz Atos 2:42: “E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações.”

A comunhão da igreja primitiva foi um reflexo da identidade evangelizadora dos primeiros cristãos, os quais se preocupavam em anunciar o Evangelho, pois amavam o próximo e queriam praticar os ensinos de Jesus com afinco.

A igreja que entende sua missão, portanto, não consegue ficar de braços cruzados. Igreja saudável não gira apenas em torno do seu templo e atividades internas, mas sim em função das almas perdidas e das salvas que continuam carentes de cuidado e atenção.

A comunhão reflete a missão

Em Atos 2: 46 está escrito: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos.”

A busca incessante pelo estudo e conhecimento da Palavra, por Deus e seu poder, é como lenha que faz o fogo continuar queimando. Muitos nos dias atuais estão se perdendo em seu propósito pela ignorância do verdadeiro evangelho, pois querem adequá-lo no seu comodismo pessoal.

A falta de estudo e leitura da Bíblia tem levado a um esfriamento espiritual muito grande, onde muitas igrejas apenas se conformam com seus cultos rotineiros semanais, sem motivar, programar ou estabelecer um plano estratégico para ir atrás das almas perdidas.

Igrejas que se baseiam apenas em programações internas “entre salvos”, sem evangelismo, sinaliza que está adoecida aos olhos de Deus, pois deixou de se importar em uma ordenança do próprio Jesus, que é anunciar o Reino de Deus aos perdidos.

É papel da Igreja

O morto não se levanta só! É necessário levar o sopro de vida. A igreja é responsável por esse sopro de vida. A igreja é responsável por retirar pessoas que sem o conhecimento da Verdade irão para o inferno, pois a mesma está viva.

Os verdadeiros filhos ouvirão a voz do Pai e correrão para os seus braços. Serão “ressuscitados”.

Nos dias de hoje, muitas igrejas parecem estar esperando o “morto” se levantar sozinho e entrar por conta própria no templo. Esquecendo-se do sacrifício de Cristo e sua ordenança, o IDE!

Alguém morto espiritualmente jamais buscará a presença e princípios divinos. É necessário fazê-los enxergar através da pregação da Palavra, que é a Verdade que liberta da ignorância e produz a fé necessária para que o pecador se arrependa e se volte para Deus.

Em Romanos 10:14,15 diz: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.”

Uma igreja saudável, portanto, é uma igreja que entendeu que o evangelismo não apenas está, mas É a sua própria identidade, e por isso faz missões onde quer que seja, estimulando, ensinando e amando a todos.