Quem tem “a língua santa, alcança as promessas de Deus”, diz pastor Joel Engel

Quem tem
Reprodução: Google

O pastor Joel Engel, em entrevista, falou da gravidade da murmuração na vida do cristão, explicando como a postura diante das dificuldades, gerando palavras de maldição, contrariam a posição de fé que é preciso ter diante de Deus.

Para o líder religioso, a questão não está nas palavras, em si, mas no que elas representam em termos de vida espiritual para aqueles que proferem termos de murmúrio.

“A Bíblia nos mostra que aqueles que têm a palavra bendita, a língua santa, alcança as promessas de Deus”, explica. “Mas assim como Deus criou todas as coisas através de Sua palavra, a destruição também vem através das palavras das pessoas”.

“Esse povo que saiu do Egito com as mãos cheias de riquezas e que viu tantos milagres, criticou Moisés, não creu nas promessas de Deus e atraiu com suas palavras a destruição”, acrescenta o pastor.

O pastor diz que a murmuração nos faz esquecer das promessas de Deus. Ele cita na entrevista o exemplo do povo de Israel. Fala do quanto esse povo murmurou em toda a trajetória, em caminho a Canaã, a ponto de até lembrar das coisas que tinham no Egito, e isso trouxe uma terrível sentença para eles.

Em Números 13 é possível quer que foram enviados 12 líderes de cada tribo para espiar Canaã. Eles ficaram admirados com a fertilidade da terra, mas por outro lado temeram os gigantes que habitavam ali, fazendo-os retornar desanimados e desencorajado o povo, onde difamaram a terra, dizendo que não iam conseguir.

Ou seja, os espias desacreditaram no que Deus tinha prometido e deram lugar para o sentimento de murmuração, em vez da fé. Às palavras negativas desses 10 homens atraiu a morte, não conseguiram entrar na terra, mas Josué e Calebe que preferiu ficar com o que Deus havia falado, tomou posse de Canaã.

Em 1 Coríntios 10:9-10 diz: “Não ponhamos Cristo à prova, como alguns deles fizeram e foram mortos pelas serpentes. Não fiquem murmurando, como alguns deles murmuraram e foram destruídos pelo exterminador”.

A Bíblia é bem clara quando diz que aqueles que têm a língua controlada e santa, que crê nas promessas de Deus, é que alcançam as bênçãos.

O pastor também fala da importância de guardar o coração, pois é dele que procedem as palavras de vida. Dependendo de como esteja seu coração, assim serão suas palavras, nesses momentos a pessoa precisa vigiar.

Uma guerra espiritual

Joel Engel menciona que há uma guerra no qual não vemos, mas travamos todos os dias, que é a guerra espiritual. O pastor cita Daniel como exemplo, quando ele orou durante 21 dias pela libertação do povo, do cativeiro.

Mas foi travada uma guerra para que a resposta chegasse até Daniel, onde ele, durante esses 21 dias, não murmurou e não declarou nenhuma palavra negativa, apenas confiou.

“Todos os dias estamos em uma batalha espiritual”, alertou o pastor, segundo o Guiame.

Ele diz que a murmuração é como uma lepra, que se espalha e adoece não só o corpo, mas a alma. Se você mencionar apenas coisas boas, os anjos que estão a serviço de Deus irão te socorrer.