Será como nos dias de Noé

Será como nos dias de Noé
Reprodução: Google

E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem” (Mateus 24:37-39).

Todos estarão comendo, bebendo, se divertindo e zombando. A vida parecerá normal, até que Ele virá pela segunda vez, como num abrir e piscar de olhos. Este é o cenário descrito pela Bíblia sobre os últimos tempos.

Quem enxerga o mundo atual não imagina que vivenciamos a intensificação acelerada das dores do parto do Grande Dia.

Muitos imaginam que os sinais que antecedem a segunda vinda de Cristo não passarão despercebidos, mas é O CONTRÁRIO!

O cenário está visível, mas não perceptível, porque eles se discernem espiritualmente.

A maioria não entende, embora enxergue os acontecimentos. Eles olham, mas não interpretam. Vivem como nos dias de Noé, voltados para si mesmos e muitos em nome da “fé”.

O cerco está se fechando e cada vez mais rápido.