Sintomas de uma igreja saudável: como identificar e cultivar

Sintomas de uma igreja saudável: como identificar e cultivar
Reprodução: Google

Ter um corpo saudável é maravilhoso, pois não há inconvenientes que venham te atrapalhar no dia a dia, e tudo flui melhor. Acontece exatamente assim em relação à igreja. Ela é chamada de corpo de Cristo, onde ele é o cabeça.

“Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros.” Romanos 12:4-5

Conviver com muitas pessoas ao mesmo tempo pode não ser fácil em alguns aspectos, mas se tratando de igreja, é necessário. É na igreja que aprendemos uns com os outros de várias maneiras, pois há uma troca de conhecimentos, ensino da Palavra e comunhão, além de muitos desafios.

Deus não nos criou para andarmos sozinhos, nos fez para ter relacionamento com ele e vivermos como uma família.

“Ora, vós sois o Corpo de Cristo, e cada pessoa entre vós, individualmente, é membro desse Corpo.” 1 Corintios 12:27

Quando a igreja entende que estamos interligados, a caminhada se torna bem mais fácil e leve, pois todos estão num mesmo propósito.

“Como há somente um pão, nós, que somos muitos, somos um só corpo, pois todos participamos de um único pão.” 1 Corintios 10:17

Uma igreja saudável é aquela que apesar dos desafios cotidianos, continua firme e unida no seu chamado. Ela não se ensoberbece com suas obras, mas exalta a Cristo como o centro de todas as coisas e nunca deixa de seguir os princípios da palavra de Deus, ela os zela.

Os dons não são impedidos pela dureza de coração, mas são exercidos com amor, sendo o próprio amor o primeiro dom, e cada um atingindo seu objetivo.

De acordo com o pastor Mark Dever, as características essenciais de uma igreja saudável são: pregação expositiva, teologia bíblica e um entendimento correto do evangelho. Ele desafia cada membro a fazer sua parte no cuidado da igreja local.

Ele também menciona as marcas importantes de uma igreja saudável, que são: Entendimento bíblico de conversão e evangelização, entendimento bíblico de membresia e disciplina bíblica na igreja.

“Uma igreja saudável não é um ambiente que tem certa aparência, e sim um povo que ama de maneira correta. E o amor é o mais bem demonstrado quando o expressamos em circunstâncias das quais não gostamos”, cita em seu livro.